Sobre







Certa feita, não contentes com “tando mais ou menos ta loco de bom” e crendo que não tá morto quem peleia, dois guris, faceiros que só, decidem fazer um entrevero. Papo vai, papo vem, talecoisa e coisaetal e isso e aquilo, decidem por criar um tal de blog. Nasce, então, o bagual e meio. Bagual porque é loco de especial, e meio porque é mais especial ainda. Pois bem, índio velho, aqui tu encontras humor e entretenimento. É a visão destes gaúchos sobre o mundo que nos cerca. Sem esquecer é claro, de nosso “céu, sol, sul, terra e cor” amado Rio Grande! É cultura, poesia, culinária, o melhor da tradição gaudéria!

Se aprochega, vivente! Não te aquieta! Dê tua opinião! Bota os cachorros, chora as pitangas, grita, esbraveja, critica, indica, solta a voz. Este espaço é teu e queremos tua participação. No más, segue o baile! 


E o índio velho aí do lado? E os direitos autorais sobre o xirú? Pois bem, a imagem já é de domínio público, devido passados 70 anos da data de falecimento do autor. 
Fonte da imagem: La Tierra y el Hombre Descripción pintoresca de nuestro globo y de las diferentes razas que lo pueblan de Federico de Hellwald. Traducción de Don Manuel Aranda y Sanjuan. Editado en Barcelona por Montaner y Simón, Editores (Calle de Aragón nums 309 y 311) el año de 1887. Via Wikipedia