quarta-feira, 9 de junho de 2010

Poesia Gaúcha - Teimosos

João Simões Lopes Neto

1.° TEIMOSO:

A teimar ninguém me iguala;
Eu, ao mais teimoso, topo!
- Há de ser de pau, o copo,
Enquanto Deus me der fala! -

É coisa que me regala;
Ser nas teimas infinito...
- É de pau, e bem bonito!...
- É de pau, e bem perfeito!...
- É de pau o copo feito!
- É da pau! tenho dito!...

2.° TEIMOSO:

A teima é coisa gostosa!...
Já teimo por devoção;
Mesmo não tendo razão,
Armo teima calorosa.

Teimo com fleuma espantosa;
- Que pode o gelo queimar;
- Pode o fogo congelar;
- Ser o sol globo de neve;
- O chumbo ser muito leve;
- Que os peixes vivem no ar!...

0 comentários:

Postar um comentário